O INÍCIO DA PRODUÇÃO, COMO CONSEGUIR RESULTADOS! PARTE 1


Como vimos no post anterior o processo para se montar uma indústria (facção de costura) de forma terceirizada é trabalhoso se quiser fazer de uma forma certa, e hoje vamos abordar um dos maiores problemas para quem está iniciando uma produção após um longo período de treinamento da equipe, a falta de produção e a consequente falta de faturamento da empresa.

  Passou o temido período de treinamento, agora vou produzir e faturar, errado dizer isso, vou explicar porque. No momento em que os profissionais saem do treinamento eles são muito inseguros em suas ações como costureiros, auxiliares, etc, coisa que é normal, então é preferível no 1º mês fazer a operação lentamente para se adaptar e fazer bem feito do que fazer errado e desmanchar depois, acreditem nenhuma pessoa gosta de arrumar o que já fez com tanto cuidado em alguns casos, e outros descuido mesmo, mas está no subconsciente da pessoa, é seu esforço porque desmanchar, entenderam, por isso o instrutor e consequentemente o encarregado depois quando iniciar a produção deve ser um psicólogo também em alguns casos, assim a empresa começa a dar atenção a uma coisa essencial, o material humano disponível que em uma produção é sua maior riqueza até mais que máquinas, não dizendo que as máquinas não gera dinheiro, pelo contrário, mas se não tivermos pessoas motivadas, satisfeitas suas necessidades, vestindo a camisa da indústria e acima de tudo ser rec0nhecido seu trabalho, de nada irá adiantar somente ter as máquinas.

Outro fato importante é quem comanda a indústria, o papel do (a)  gerente de produção, aquela pessoa que entende muito do produto, que se antecipa aos problemas que pode ter certeza vão ser muitos, esse (a) profissional deve ter em mente que não vai ser apenas o encarregado (a) que vai resolver o problema de improdutividade no começo, será um conjunto de ações planejadas e discutidas com a equipe de comando (proprietário, gerente, encarregado (a), chefe de setor) que vai fazer a produção decolar, deve-se fazer um planejamento de curto prazo primeiramente, e depois ir executando aos poucos conforme a reação daqueles profissionais que estão trabalhando no setor, pois diferente de outras indústrias que as máquinas ditam o ritmo, na confecção quem comanda a máquina é o ser humano, então trabalha bem quem está com a cabeça boa como diz o ditado, então cuidado para que ações mal planejadas não afetem os funcionários e a empresa acabe perdendo aquela pessoa que se gastou um valor alto para ensina-la e depois ela vai para o concorrente ou outro setor.

Se trabalhar pensando no material humano que a empresa dispõe e satisfazer as necessidades dos funcionários, mas disse as necessidades e não vontades, a empresa já deu um grande passo para colher resultados satisfatórios, agora o próximo passo é verificarmos a qualidade de organização, relacionamento e motivação das pessoas que fazem a gestão do negócio, a começar pelo proprietário, você está pagando mas nem por isso deve somente querer cobrar, deve dar condições para que não falte nada, depois vem o gerente, qual o grau de conhecimento dele, consegue resolver problemas, planejar, cobrar resultados, e depois o encarregado (a), deve saber executar as ordens partidas da gerência e sempre estar discutindo mudanças de estratégias em alguns planos que não dão certo, administrar os problemas, conflitos, administrar a produção, entender do produto, saber costurar pois o comandante deve saber como o costureiro se sente, quais são suas dores, quais operações demanda mais tempo, etc, pois somente se a empresa tiver esse feedback conseguirá ser alto crítica e estar mudando para tornar o ambiente cada vez melhor para se trabalhar, aliás tempos vamos falar no segundo capítulo desse post, todos esses detalhes devem ser vistos com muito carinho, é nesse caminho que vamos tornar uma produção profissional, com argumentos fortes na hora de se fazer cobranças.

Não perca o segundo capítulo desse tema em que vamos abordar e explicar métodos para se atingir em 3 meses 70% da capacidade produtiva instalada.

Sobre Petter D. Pacheco

Sou um aficionado por trabalho, e resolvi criar esse blog para auxiliar empresas fabricantes de roupas no setor do jeans, amo muito o que faço e quero transmitir um pouco que sei para todos aqueles que buscam informações, conhecimento e uma saída para algum problema, pois eles sempre tendem a aparecer.É assim que sou tudo que aprendi quero disponibilizar a todos que necessitam da melhor forma possível. E todos que queiram colaborar com meu blog, aguardo opiniões.

Publicado em 13 de junho de 2011, em PRODUÇÃO INÍCIO e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. povo comenta que a china emvade nossa prateleira,mas as roupas em jeans que vem de fora nao chega nem perto da qualidade,das nossas roupas.

  2. Parabéns pelo trabalho !!!! Muito bom
    Trabalho com PCP da industria de confecção
    Gostei muito

  3. Muito bom abrir a cabeça pra quem está começando como eu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: